Poemas

PERSÉFONE

Minha noite foi longa…

Levantei-me Perséfone

Um pulo só da cama

Uma xícara de café

Um olhar demente.

Não sonhei.

Ou sonhei tanto

que tudo esqueci.

O aniquilamento

passou com o vento

próximo das narinas

e foi mágico

ter narinas fechadas

garganta fechada

olhos fechados…

A deusa que me

levantou no corpo

esta manhã

Completamente lúcida

e de lúcifer provinda…

… ah, ela vai morrer hoje!

 

Imagem by Amanda Hatfield

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta