Poemas

DE CABEÇA PRA BAIXO

Virei meu mundo de cabeça pra baixo

quando decidi ser eu mesma.

Não sei exatamente em que dia isto aconteceu, sei que faz um tempo

um tempo certo e certeiro

e tudo se transformou.

Passei a ser dona do meu nariz, do meu corpo e da minha alma

me dando colo e me dando broncas

me empurrando pra frente e mandando descansar

me dando comida e me tirando prazeres

me deixando sair desde que a corda não arrebentasse.

Descobri nesta mudança doida que dentro de mim tinha ainda outras

diferentes daquelas visíveis

indiferentes aos meus sentimentos

completamente desviadas dos caminhos previstos.

Alguém deveria avisar a gente que abdicar dos tantos papéis

que o teatro da vida nos incita a viver

pode deixar falhas na interpretação…

 

Imagem by Capture Queen

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta