Contos e crônicas

CHEIRO DE PERFUME NO AR

Tenho lembranças sutis de perfumes usados ao longo dos anos.

Perfumes que me acompanharam a infância e a juventude. Perfumes que estiveram comigo já adulta.

Nos velhos tempos, era comum encontrarmos no Brasil os melhores perfumes junto às revendedoras da Avon. Lembro de alguns como: Pretty Peach, Unforgettable, Topaze… este último era usado por minha mãe e até hoje me traz boas lembranças. Assim como os dois primeiros, que usei na infância e na adolescência.

Minha mãe também usou durante muito tempo um perfume francês que se chamava Je Reviens. Meu pai sempre a presenteava e aquele era o “cheirinho” dela, inconfundível, inesquecível. Hoje este perfume não existe mais… Eu adoraria sentir outra vez!

Mais tarde conheci e me apaixonei por um perfume que hoje também não existe mais (que pena!): uma fragrância americana, Serena Artmatic. Era uma embalagem preta, de metal, inesquecível como o próprio perfume!

Hoje me delicio com os mais diversos perfumes, dependendo da ocasião, da vontade, do jeito que me sinto. Sou até um pouco colecionadora! E me divirto com os perfumes, suas variações, notas, seus frascos tão diferentes…

Uma delícia este mundo de cheiros tão especiais!

 

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.