Contos e crônicas

AS VOLTAS QUE O MUNDO DÁ

As voltas que o mundo dá eu fico sentada esperando pra ver. Não perco mais meu tempo sofrendo por antecipação para ver no que vai dar e nem construindo planos do que seria preciso fazer.

O universo se encarrega de tudo. Sempre foi assim. E sempre será. Não preciso andar com minha casa nas costas e nem carregar todas as chagas nos braços e pernas para compreender melhor todas as experiências que me são dadas a conhecer.

Passa o tempo, as voltas são dadas e quanto mais passa o tempo mais eu sinto que entro em sintonia com o universo.

O mundo dá voltas. Frase simplista? Lugar comum? Nem tanto assim. Não importa o momento em que a frase nos vem à cabeça, o principal é não esquecer que é uma afirmação e não uma pergunta.

Hoje você está num ponto do círculo do mundo, da vida, como quiser chamar, e um nó apareceu. Se você prestar atenção, se lembrar, não importa quanto tempo levar, o nó vai voltar. Como uma bolinha jogada para o alto e que volta. Aquela coisa do bateu-levou. Nós bons e ruins.

Eu tenho a minha cadeira na calçada. No inverno algumas vezes fico na janela. Mas confesso que uma das minhas grandes paixões na vida é observar as voltas que o mundo dá.

Acho que no fundo não faço parte das ovelhas. Que bom.

 

Ouço Gary Jules cantando Mad World

 

Imagem by staffordgreen0

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta