Desvarios

O PASSO A MAIS

A palavra que sai muito rápido da boca e que magoa lá no fundo da alma que está na nossa frente nunca mais retorna para o nosso pensamento.
A palavra foi o passo a mais. O passo que nos fez cair na armadilha da vaidade. Vaidade de fazer alguém se sentir mal, pior do que a gente, nem que seja por um curto instante. Este passo a mais é extremo e longo, seu destino é o abismo da dor surrada, aquele nó que dá pra não chorar nem de raiva e nem de pena de si mesmo.
Quantas vezes perdemos a santa oportunidade de dar um passo para trás. Ou ficar parados. Calados. Olhando o teto ou o chão.
E do outro lado, quantas vezes então olhamos para frente e vemos aqueles pés chegando a uma velociade alucinante, amassando o nosso humor, pisando o nosso dia…
Se as pessoas pudessem ter uma mínima idéia de como é fácil esmagar profundamente alguém com simples passo a mais. Se elas pudessem entender que depois não é possível voltar, dar um passo atrás e pedir desculpas… o pedaço esmagado não volta mais ao normal. Mesmo que pareça normal. A dor deixa marcas. E as marcas em geral deixam dores. Que deixam marcas..

 

Imagem by Nuno Martins

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta