Poemas

CONTRADIÇÕES

Todo dia eu acordo uma

Uma diferente

Da outra de ontem

Da que nasce antes

Da que quis ser hoje

O que o hoje não é.

Cada dia que passa

Eu vou me transformando

Vou mudando as regras

Do meu próprio jogo

Dos jogos da sorte

Da vida e da morte

Tentando não ser?

Evitando não ser?

Querendo não ser?

Nem podendo ser…

Uma.

Imagem by Peter erwig

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta