Poemas

AUSÊNCIAS SUTIS

Quando ouvi as palavras

Elas tinhas sido gritadas.

Pela terceira vez.

Parece que não ouvi.

Parece que não entendi

Eu não sei.

Na verdade não escutei

Nada

Em torno de mim,

nem o vento

Entoava

Nada.

Dizem que a gente

ignora

Quando não quer

ouvir

Quando a importância é

tão pouca

Que rouca é

a constância da voz.

Ou pode ser indiferença.

Fingimento.

Descrença.

Esquecimento…

proposital.

Sublimação

fetal.

Ausência sutil.

Imagem by Flabber DeGasky

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta