Artigos

ENTREVISTA PARA A REVISTA LINHA DIRETA

O Varal Literário já está ativo há alguns anos. Conte para quem ainda não o conhece como tudo começou e quais são os objetivos do Varal?

O VARAL DO BRASIL é um projeto que se iniciou em 2009 a partir de meu grande desejo de divulgar a nossa literatura em Língua Portuguesa.

Acostumada a ver cadernos literários sempre voltados para o lado intelectual dos leitores e escritores e vendo o pouco espaço dado (com importância) aos amadores, pensei em fazer algo onde tudo fosse feito “sem frescuras”, ou seja, onde fosse possível apresentar amadores e profissionais juntos, lado a lado, escrevendo sobre as mesmas coisas, na mesma língua e com o mesmo propósito.

Ao contrário do que muita gente pensa, o VARAL DO BRASIL não é uma associação ou uma organização. Eu trabalho sozinha e não há lucros financeiros nesta minha atividade. Mas há um lucro muito maior: a satisfação de ver um sonho realizado!

 

Desde o início até agora, o que mudou? Conquistas até agora: o que já foi realizado?

A revista foi criada em forma digital (PDF), registrada na Biblioteca Nacional Suíça e divulgada através, inicialmente, apenas de e-mail. É feita despretensiosamente, sem grafismo profissional.

Com o tempo vieram o site, o blog e a divulgação também passou a ser por intermédio de redes sociais, Scribd e etc..

O sucesso da revista entre os escritores e leitores, nos levou a realizar um primeiro livro em 2011, o Varal Antológico, que foi lançado com muito sucesso em Florianópolis, Santa Catarina e teve a presença para autógrafos de mais de vinte dos coautores.

Prosseguindo com o ideal, em 2012 abrimos a Livraria Varal do Brasil (no momento sem site ou loja física) e participamos do 26º Salão Internacional do livro e da Imprensa de Genebra, onde levamos mais de cem títulos para exposição e venda e quatorze autores para sessões de autógrafo e bate-papo com os leitores. Apresentamos também, no palco, uma homenagem ao escritor Jorge Amado através de declamação de cordel e música onde houve a preciosa participação de Valdeck Almeida de Jesus e Marcelo Candido Madeira.

No mesmo ano lançamos nossa segunda coletânea, o Varal Antológico 2, que foi lançada em cidades diferentes a convite de promotores culturais daquelas cidades. Lançamos em Salvador (BA), Brumadinho (MG) e Belo Horizonte (MG.

A revista hoje circula nos cinco continentes, o blog e o site têm leitores também provenientes dos cinco continentes, mostrando que a literatura brasileira, mesmo sem ser traduzida, alcança e atravessa as fronteiras.

 

Quantas pessoas já participaram e quantas edições já foram «ao ar»?

Bem mais de quinhentos autores já passaram pelo VARAL DO BRASIL. A grande maioria deles, várias vezes.

Os autores participam da revista, dos livros, do blog e do site. Já foram distribuídas 30 (trinta edições) até o mês de janeiro deste ano.

 

Como é feita a divulgação e quem pode participar?

A revista é editada bimestralmente. Realizamos também números especiais que saem entre uma e outra edição regular. A divulgação é feita através de distribuição por e-mail, blog e site do VARAL DO BRASIL; meus blogs e sites pessoais, blogs e sites de diversos escritores e promotores culturais de diversos cantos do mundo, além das redes sociais.

Todos podem participar. Não há um mínimo ou máximo de idade, as pessoas podem ou não ter escrito antes (nenhuma experiência é exigida e nem publicações anteriores).

Basta baixar o formulário de inscrição em nosso site ou solicitar através de nosso e-mail e enviar o texto acompanhado do formulário para o mesmo e-mail (varaldobrasil@gmail.com).

 

Qual tem sido o feedback recebido?

Muito positivo! As pessoas gostam de saber que podem escrever “sem frescuras”. Os leitores nos escrevem felizes por ter regularmente para ler uma revista que, apesar de modesta, é alegre mesmo quando traz temas ou títulos que são tristes ou de dolorosa leitura.

Brasileiros que moram em outros países já se inspiraram do VARAL DO BRASIL para fazer divulgação da Língua Portuguesa em seus respectivos locais de moradia. No Brasil e fora dele o VARAL DO BRASIL é visto e recebido com respeito e satisfação. Isto é o maior presente que se possa receber!

 

Você acredita que a literatura “online” substitui o livro impresso? Existe público para as duas formas de leitura?

De forma alguma. A literatura online acrescenta e “abre o apetite” para a leitura do livro impresso. Através da leitura online os autores passam a ser conhecidos, divulgam seus talentos e podem, a partir daí, conquistar leitores que não os conheceriam de outra forma e que passarão a ler os seus livros impressos.

 

Planos e atividades do Varal previstos para 2013…

Para este ano estamos já organizando o livro Varal Antológico 3 que será lançado durante nossa participação no 27º Salão do Livro e da Imprensa de Genebra (de 1º a 5 de maio) e entre julho e agosto em cidade do Brasil a ser definida.

Traremos muitos autores para sessões de autógrafo no Salão do Livro que virão de diversos locais. Teremos, além dos livros expostos, as pinturas do artista plástico Richard Calil Bulos, natural do Rio de Janeiro e radicado em Laguna, Santa Catarina até seu falecimento em 2007. Richard era filho de Yvonne Albert Calil Bulos, suíça de Genebra.

Procuraremos, dentro do possível, participar das atividades culturais propostas dentro da Suíça e fora dela.

 

Revista Linha Direta (Suíça): http://www.conselho-brasileiro.ch/#!revista-linha-direta/caf6

Entrevista concedida à responsável, criadora e editora-chefe da revista Irene Zwetsch

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta