Poemas Textos

Fátima Pereira

 

Fátima pedreira
Aventureira
Levanta cedo e caminha
em direção ao sol…
Pregos, martelos, baldes de tinta
Manhãs e tardes indistintas
Reconstruindo um sonho…
Fátima carpinteira
Festeira
Correndo, café nas mãos
Na boca pedaço de pão
Tijolos, cimento, areia
Amigos novos de mão cheia
operários de plantão…
Fátima empreendedora
Amadora
Amiga da lente, objetiva
papel, caneta, adjetivos
repondo janelas, abrindo portas
Sugere versos e as comportas
De sua generosidade jorram
inesgotáveis pelas ruas…

Você pode gostar também de

4 comentários

  • responder
    Valmir
    9 de abril de 2008 em 15 h 39 min

    E Fátima constrói seus sonhos, tijolo com tijolo num desenho mágico e lógico, como na letra do Chico.
    Ainda sábado encontro a Fátima, máquina em punho, olhos de ver, em transe, clicando o pôr do Sol nas Docas. Passa por nós, sapeca uns beijos e segue, sonhadora,em silêncio, feliz.
    Acabamos registrados por sua lente, ao fundo, junto às luzes.
    Linda homenagem, Jacque, ele merece. E muito.
    Um abraço.
    Valmir Guedes Jr.

  • responder
    Fatima
    9 de abril de 2008 em 1 h 25 min

    Cruzcredo que tanta coisa bonita me vem desta gente tão querida.
    Obrigada Jacque! Obrigada queridos
    José Genário e Ilaine.
    Ai ando tão cansada! Esta vida de
    pedreira não é mole não!
    Mas eu estava precisando pensar
    e realizar coisas mais práticas.
    Está sendo bom pra cabeça.
    Neste amanhecer de 8 de abril acordei as 6 da madruga e fiz o marido levar-me até os molhes da
    barra. Cliquei o nascente umas
    48 vezes. Mó lindeza!
    Tá tudo à disposição de voces.
    Abraço carinhoso e forte da pedreira “meia colher”, que tá cansada mas não tá mortinha não.
    Zeeente precisamos fazer um rango
    urgentemente. Já comprei a comida
    e a bebida só falta marcar data
    e local.´Bjúúúúúúúúúúúúússssss

  • responder
    Ilaine
    8 de abril de 2008 em 6 h 47 min

    Jacque!

    Grande homenagem para uma linda pessoa. Parabéns!

    bj

  • responder
    J. Machado
    6 de abril de 2008 em 23 h 58 min

    Meu Deus!!! Como ela vai ficar “exibida”! Agora ninguém mais segura esta escritora.
    Ela merece.

  • deixe uma resposta